Qual a importância da Agitação e Propaganda?

Marie Farines (UFSC)

 

 

Muito se fala nos círculos marxistas da famosa Agit&Prop, mas afinal o que esse termo significa? Qual sua importância para uma organização comunista?

 

Este texto pretende trazer alguns elementos do que é Agitação e Propaganda e qual sua importância, a fim de fomentar um debate muitas vezes relegado a poucos e nem sempre tratado com a seriedade que deveria. Dividirei o texto em quatro tópicos para melhor leitura e compreensão.

 

  1. O que é a Agit&Prop?

 

O desenvolvimento do conceito de Agitação e Propaganda como compreendemos hoje se origina na Rússia pré revolucionária, foi criado para designar diversas formas de fazer agitação de massas e divulgar os projetos políticos da revolução. A Agit&Prop teve um importante papel na construção da revolução, organizando trabalhadores, camponeses e soldados no front. Uma vez instaurado o socialismo, continuou com igual importância, sendo utilizada a fim de informar todo o território sobre a vitória da revolução e, principalmente, no combate a contrarrevolução.

 

A partir da criação deste conceito, comunistas de todo mundo desenvolveram e aprimoraram diversas técnicas de fazer Agit&Prop, usando diferentes linguagens. A Agit&Prop não possui uma forma ou método fixos para ser realizada, tudo irá depender do contexto em que pretendemos atuar, do que pretendemos mostrar e dizer e para quem. Para entender o porquê, podemos tomar como exemplo duas situações distintas: a primeira sendo na Rússia pré revolucionária em um diálogo com operárias de fábrica têxtil, e a segunda com jovens motoboys que trabalham para Rappi no Brasil em 2020, talvez no primeiro caso um discurso público na saída da fábrica fizesse grande efeito mas no caso dos motoboys os horários não são fixos, nem os locais de onde eles saem, por outro lado, hoje temos as redes sociais que podem ser um ótimo canal de comunicação e convencimento dessa categoria. Bem como nossa análise, nossa Agit&Prop deve seguir o materialismo histórico dialético, não podemos transpor simplesmente uma técnica que deu certo em um local e momento específico para qualquer local e momento. Portanto um dos pontos centrais de toda intervenção deve ser o porquê.

 

A Agit&Prop marxista se difere essencialmente da dita propaganda* burguesa por não se reduzir a um simples apelo e sim busca realizar um trabalho de esclarecimento e politização das massas. O que isso quer dizer? Enquanto a propaganda burguesa vai fabricar um sentimento, uma vontade, um desejo ou uma ideia de certo e errado, a Agit&Prop, por outro lado, deve ser pedagógica, deve não somente criar um sentimento mas deve insuflar a rebeldia organizada da classe trabalhadora.

 

  1. Mas afinal o que é Agitação? E Propaganda?

 

O termo Agit&Prop é bastante difundido e conhecido, entretanto quando falamos de cada conceito em separado muitas vezes surgem dúvidas e confusões. Este tópico visa elucidar essa questão.

 

A Agitação segundo Lenin deve expor uma ou poucas ideias, deve ser de fácil compreensão e deve atingir um número maior de pessoas. A Agitação é aquela intervenção que gera interesse imediato pelo tema abordado, que traz a revolta inicial e deve dialogar de forma que as pessoas que queremos atingir se identifiquem e captem facilmente a mensagem que queremos dar. Geralmente é através da Agitação que as massas terão seu primeiro contato, de fato e não através de espantalhos criados pela mídia burguesa, com o marxismo e com a linha política do partido.

 

Já a Propaganda tem de ser mais complexa e aprofundada, um propagandista deve apresentar diversas ideias e adentrar nelas, por isso, de imediato, a propaganda vai atingir um número mais reduzido de pessoas por ser de mais difícil compreensão.

 

Um propagandista e um agitador podem tratar do mesmo fato mas suas intervenções serão bastante distintas. Por exemplo, no caso da falta de garantias trabalhistas dos entregadores de aplicativo, um agitador poderá falar da situação absurda dos entregadores estarem entregando comida o dia todo e eles próprios estarem de barriga vazia, de não terem um local para beber água e descansar, vai procurar fazer as pessoas se identificarem imediatamente com aquela situação, se revoltarem. Já o propagandista falando da mesma situação irá aprofundar e procurar explicar porque aquilo acontece, o que é a uberização, porque o capitalismo cria novas formas de exploração, porque é preciso organizar os trabalhadores e porque há necessidade de transformação.

 

No início do século passado os bolcheviques defendiam que a agitação geralmente seria falada, enquanto a propaganda seria escrita, atualmente com o avanço da tecnologia e principalmente das redes sociais essa perspectiva se transformou consideravelmente. Hoje, por exemplo, podemos ter textos agitativos para serem rapidamente disparados nas redes e trabalhos de propaganda feitos em formato de podcast.

 

Costumo dizer que a Agitação é aquela sementinha de revolta ou pelo menos dúvida que vai fazer as pessoas refletiram inicialmente sobre o assunto tratado, já a Propaganda é o enraizamento da ideia, o complexo emaranhado de galhos, que pouco a pouco vai fazendo mais sentido, é o aprofundamento daquela semente inicial.

 

Nesse sentido podemos ainda associar a Estratégia e a Tática com a Propaganda e Agitação revolucionárias. A estratégia pode ser compreendida como um plano geral a ser alcançado, a Revolução Socialista por exemplo, um trabalho complexo e a ser atingido a longo prazo, um princípio muito mais rígido do que uma mediação tática. Já a tática adotada é muito mais circunstancial, flexível, é o caminho concreto para chegar ao plano geral (a estratégia) e pode mudar radicalmente a medida que muda a conjuntura, mas deve sempre estar submetida a estratégia, nunca o contrário. Assim como a estratégia, a Propaganda caracteriza-se por ser mais aprofundada, de mais difícil compreensão em um primeiro momento, tratar de uma multitude de questões e ser trabalhada principalmente a longo prazo. A Agitação compara-se a tática por seu caráter extremamente adaptável, conjuntural e por, como dito anteriormente, ser geralmente o primeiro passo para a compreensão da linha política do partido, portanto o caminho. Quando pensamos em Agit&Prop devemos ter sempre em mente que assim como a estratégia e a tática, a agitação deve estar sempre subordinada à propaganda. Com relação a esta comparação devemos levar em conta seu caráter superficial e generalista, não de equivalência propriamente dita, a propaganda, por

 

exemplo, nem sempre vai tratar da nossa estratégia, ao contrário, muitas vezes podemos fazer propaganda de nossa tática.

 

  1. A natureza política da Agit&Prop

 

A Agit&Prop possui natureza política, desde seu surgimento enquanto conceito até sua realização e prática cotidiana. Por este motivo, a formação e o processo educativo político devem estar intimamente ligados à sua prática. Acima de tudo a Agit&Prop deve cumprir um papel pedagógico, de elevação de consciência, de incentivo a rebeldia organizada e de provocadora de questionamentos com relação ao sistema.

 

Quando realizamos algum tipo de intervenção agitativa ou propagandística, ou ambas, devemos sempre ter em mente que ela nunca pode ser guiada puramente pela ação em si, a Agit&Prop não é um fim em si mesma. Ao contrário, ela é parte fundamental do trabalho de base que todo militante deve exercer diariamente e deve estar firmemente articulada com a estratégia e táticas do partido. O que isso quer dizer na prática? As reflexões e formulações do porquê, com qual intuito, visando atingir quem, a política por trás da realização de alguma ação de Agit&Prop é tão importante, senão mais, do que a ação propriamente dita.

 

  1. Então, qual é a importância da Agit&Prop?

 

Se você chegou até aqui provavelmente já compreendeu um pouco da sua importância, mas nessas últimas linhas tentarei convencê-lo que a Agit&Prop é uma das nossas tarefas, como comunistas, mais importantes pré revolução. Lenin vai ainda mais longe dizendo:

 

“Nossa tarefa mais importante antes do levante revolucionário declarado é a propaganda e a agitação revolucionária” [1]

 

E por que tamanha importância? Sem a Agit&Prop não podemos ter de fato uma maioria consciente necessária à tomada de poder, o trabalho agitativo e propagandístico é responsável pela divulgação da linha política do partido ao restante da classe trabalhadora, da divulgação das nossas ideias, críticas e formulações. Deve ser o principal meio de politização e conscientização das massas. A Propaganda, segundo Lenin, precisa ser capaz de transformar a teoria revolucionária em um guia para ação prática, enquanto a Agitação liga a teoria e a prática propriamente dita, confundindo-se em certos momentos..

 

*o conceito de propaganda nesse caso não é o mesmo da propaganda comunista ou revolucionária

 

[1] “A estrutura, os métodos e a Ação dos Partidos Comunistas”, III Internacional, 1921.

 

BIBLIOGRAFIA

 

PANKRATOVA, A. “Lenin como propagandista”, Problemas – Revista Mensal de Cultura P olítica nº 26 – Maio de 1950.

 

K RUPSKAIA, N. “Lenin, propagandista e agitador”, Propagandista e Agitador, Eroc, 1939.

 

L ENIN, V. I. “Por onde começar”, Iskra, 1901.

 

L ENIN, V. I. “A propósito das palavras de ordem”, 1917.

 

L ANDI, G. “O que é Agitação e o que é Propaganda? Algumas questões na era das mídias d igitais”, Lavrapalavra, 2019.

 

K ALININ, M. “Algumas palavras sobre a Propaganda e a Agitação”, 1944.